Música Clássica

Apesar da denominação 'música clássica' ter de início se referido apenas ao estilo musical da época neo-clássica, atualmente quando se fala em 'música clássica' a ligação é feita imediatamente com a música erudita, em contraposição com a música popular. A música clássica é adversa aos modismos e improvisos, embora já tenha sido afeita à improvisação.

Uma música, para ser considerada clássica, além de erudita tem que ter resistido ao tempo. Apesar de Mozart e Bach serem indiscutíveis representantes do que chamamos de música clássica, seus contemporâneos, que produziram obras dentro dos mesmos estilos, são esquecidos e pouco estudados. Uma das principais características da música clássica é o uso de determinados instrumentos, incluídos em uma orquestra, como violinos e violoncelos, além de alguns outros que na música clássica fazem os solos como o piano e o órgão.

Apesar de muitas vezes associarmos música clássica à música instrumental, esta também pode ter vocalizações, como em composições para celebrações religiosas, ou mesmo ter letras acompanhando a melodia, como a ópera. Há uma série de músicas clássicas utilizadas em trilhas sonoras de filmes, como a Sinfonia n. 9 de Beethoven, Also Spracht Zaratustra de Richard Strauss (usado em 2001: Uma odisséia no espaço) e o trecho ‘O Fortuna’ da ópera Carmina Burana de Carl Orff. Além destes, outros conhecidos compositores de música clássica foram Verdi, Ravel, Haydn, Schubert, Vivaldi, Stravinsky e Tchaicovsky.

por: Ana Cristina Rodrigues

Gostou do artigo sobre Música Clássica? Veja mais sobre Musica aqui!

Musica - Artigos mais visitados